quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Jogo Ecológico simula Rio daqui a 50 anos


Como será o Rio de Janeiro daqui a 50 anos? O game inédito Forward+50 (ou Rio+50), criado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e com apoio de empresas, pretende dar uma prévia desse panorama aos visitantes que estarão na cidade durante a Conferência Rio+20 e aos internautas do mundo todo. 
Quem estiver por aqui, entre os dias 15 e 21 de junho, poderá simular mudanças climáticas e gerenciar riscos nas estações à disposição do público, montadas no térreo do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Pavilhão do Pnuma, na Conferência Rio+20, ou em qualquer lugar do mundo por meio do endereço eletrônico http://www.forwardplus50.com/ . A cidade será a primeira a jogar o game, que depois será adaptado e apresentado nas principais capitais do mundo nos próximos cinco anos. 
A meta é conseguir a participação de 20 mil jogadores por dia, promovendo a conscientização sobre o impacto das ações individuais e coletivas no cotidiano de uma grande metrópole. O site terá versões em português, inglês, espanhol e francês. Os resultados do jogo serão anunciados no dia 21 de junho no próprio CCBB e na página oficial do game. 

Como jogar 

Baseado em princípios do conhecido Alternate Reality Game (ARG), Forward+50 estimula reproduzir um universo colaborativo ao longo do jogo de maneira divertida, interativa e cooperativa. 
O software se estrutura em torno de sete missões de um dia, durante as quais os jogadores estarão convidados a reduzir seu impacto ecológico, escolhendo entre uma série de propostas e ações que abordam temas como energia, transporte, agricultura sustentável, coleta de lixo, saúde, água, saneamento, vulnerabilidade climática, qualidade do ar e efeito estufa, reciclagem de resíduos e recursos naturais, entre outros indicadores que afetam o cotidiano de nossa cidade. O game será dividido em ações individuais e coletivas e funcionará com votos que receberão pontuações diferenciadas. 
Entre as perguntas, o jogo quer saber, por exemplo, que tipo de transporte o usuário utiliza para ir ao trabalho. Quando o estado dos indicadores se torna crítico demais, ajudantes virtuais irão intervir para informar ou aconselhar os jogadores. São também estes ajudantes que introduzem as distintas missões, guiam o jogador e, no final de cada missão, informam aos praticantes seus resultados e as decisões que fizeram durante o jogo. O final de cada missão é ilustrado por uma visualização do aspecto físico do Rio 50 anos mais tarde, calculado e avaliado a partir do estado dos distintos indicadores ao término do tempo determinado. 
O jogo é um Serious Game (ou jogo sério), que são aplicações desenvolvidas a partir de tecnologias avançadas de videogames, recorrendo aos mesmos enfoques de design e conhecimentos técnicos que o game clássico (3D, tempo real, simulação de objetos, indivíduos, meio ambiente  etc.), mas que podem superar a dimensão do entretenimento apenas. Combinam recursos lúdicos e tecnológicos resultantes do videogame com uma intenção séria, com intuito pedagógico, informativo, comunicativo e ideológico. 
Segundo seus desenvolvedores, uma das mensagens mais importantes que o jogo pretende passar é que certo grau de mudança climática é inevitável, mas a humanidade, de uma forma geral, tem que agir agora para evitar piores impactos, e o fato de não começar a tomar consciência disso neste momento reduzirá terrivelmente as escolhas disponíveis no futuro. 

SERVIÇO
Onde jogar:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.