terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Retrospectiva Animal...Bichos que viraram notícia em 2011

Pinto piauiense nasce com duas cloacas e três patas

No Piauí, um pinto chamou a atenção dos moradores de Porto, a 157 km de Teresina. A ave nasceu há dois meses com três pernas e duas cloacas (ânus).
A dona do animal, Francisca Carvalho, disse que o pinto usa apenas duas pernas para caminhar.
“A terceira não tem utilidade por ficar pendurada nas costas”, disse ela.
Francisca explicou que descobriu as duas cloacas depois de observar que o pinto fazia cocô além do normal.



Porquinho nasce com dois focinhos e três olhos na China

 O bichinho foi o quinto a nascer em uma ninhada, na propriedade do chinês Xiao Jintu, em Changtai, na província de Fujian.

“Quando ele saiu de dentro da mãe, fiquei assustado com sua aparência”, contou Jintu.
No entanto, o porquinho virou celebridade. Todos os vizinhos querem conhecer o estranho animalzinho.
Jintu ficou com tanta dó do porquinho que decidiu cria-lo como um animalzinho de estimação.
O porquinho de Jintu não é o primeiro a nascer com dois focinhos neste ano na China. Outro bichinho assim apareceu na provincial de Jilin. Eu, hein? Será que tem alguma coisa na água chinesa para acontecer algo assim?

 

Tartaruga Africana com duas cabeças

Em março de 2011, uma tartaruga africana com duas cabeças e cinco perninhas nasceu em Zilina, na Eslováquia. Ela, que na época tinha sete semanas de vida, foi batizada com dois nomes: Magda (a cabeça da esquerda) e Lenka (a cabeça da direita .


Nascimento de bezerro de duas cabeças 

De acordo com o "Orange News", Li Chunhua, uma senhora chinesa de 60 anos, entrou em choque quando sua vaca deu à luz um bezerro de duas cabeças.As duas cabeças do bezerro apontam para direções quase opostas. Ambas tem seus próprios olhos, nariz e boca, mas há apenas três orelhas para dividir.A neta de Dong, Jinfeg, de  16 anos, está amamentando o filhote usando mamadeira com leite de ovelha.

Cientista indiano deixa formigas coloridas para provar que "você é o que você come"

Um cientista indiano resolveu provar, de uma vez por todas, que a máxima "você é o que você come", repetida insistentemente por endocrinologistas, nutricionistas e médicos ao longo da história é uma verdade absoluta.
Foi então que Mohamed Babu, 53, misturou gotas de açúcares com corantes comestíveis nas cores vermelho, verde, azul e amarelo, colocou a mistura em uma folha de parafina e as distribuiu pelo jardim, próximo às formigas.Como o abdômen da formiga é semitransparente, ele fica com a cor do açúcar que elas comem .As formigas preferem cores claras, como amarelo e verde. Os açúcares de cores mais escuras não tinham quase em nenhuma formiga.

 

Explorador encontra maior inseto do mundo na Nova Zelândia

Um explorador americano encontrou o maior inseto do mundo sobre uma árvore, na Nova Zelândia. O “grilo gigante”, conhecido como weta, tem quase 18 cm de envergadura e o peso de três ratos.
Mark Moffett, 55 anos, passou dois dias procurando a criatura em uma ilha neozelandesa antes de encontrá-la.
“Passamos duas noites procurando o inseto na vegetação. De repente, encontramos a weta sobre uma árvore”, contou. “Ela gostou tanto da cenoura que trouxemos que ignorou o fato de estar na mão de um humano”, completou.
Após comer a cenoura, Mark devolveu a weta a seu habitat, já que o inseto corre o risco de ser extinto.
“Nós, amantes de insetos, ouvimos que esses tipos de animais são inferiores por causa do tamanho e, por isso, foi tão bom ver um bicho tão grande”, disse o explorador americano.

Cientistas comprovam que inseto de 2 mm é o animal mais ruidoso da Terra

O animal mais barulhento da Terra em proporção ao seu tamanho é um inseto aquático que mede apenas 2 milímetros e, que para atrair as fêmeas, "canta" com uma potência de até 99,2 decibéis, equivalente ao som de uma orquestra assistida na primeira fileira.Cientistas do Museu Nacional de História Natural de Paris e da Universidade escocesa de Strathclyde conseguiram gravar e medir pela primeira vez com microfones debaixo da água o som produzido pelo "Micronecta scholtzi", um percevejo aquático, ao esfregar seu pênis contra o abdômen, em processo conhecido como estridulação.Apesar de que 99% do som se perde ao passar da água para o ar, o canto é tão intenso que uma pessoa que anda pela margem pode de fato ouvir essas pequenas criaturas cantando do fundo do rio", assinala em uma nota o biólogo James Windmill, da Universidade de Strathclyde.

Os animais mais ruidosos da Terra costumam ser os maiores como as baleias azuis e os elefantes, mas, segundo o estudo, se comparar a intensidade do som com o tamanho de seu corpo, os "Micronecta scholtzi" são os campeões.
A pesquisa, publicada na revista "PLoS One", será apresentada neste sábado na conferência anual da Sociedade para a Biologia Experimental realizada entre 1 e 4 de julho em Glasgow (Escócia).
Segundo Windmill, é um mistério como estes insetos conseguem fazer tanto barulho, já que só utilizam uma zona de 50 micrómetros - da largura de um cabelo humano - para a estridulação.
Do ponto de vista biológico, o estudo pode contribuir à conservação das espécies, já que registrar os sons dos insetos pode servir para realizar um acompanhamento da biodiversidade, enquanto do ponto de vista da engenharia poderia ser aproveitado pela acústica, disse Windmill.

 

Pintinho de três patas atrai a atenção de moradores em cidade mineira

Um pintinho que nasceu com três patas tem atraído a atenção dos moradores da cidade mineira de Areado, cerca de 400 km de São Paulo.Batizada de Naomi, em “homenagem” à robô da novela das 7 da TV Globo ("Morde & Assopra")a ave tem a terceira pata pendurada na região da cauda. Apesar da diferença, Naomi não tem tido dificuldades para locomoção nem qualquer outra atividade, assim como seus outros nove irmãos. Quando ela anda, a pata de trás fica balançando.Para Ricardo Albuquerque, 55, professor de veterinária da USP de Pirassununga (cidade a 211 km de São Paulo), a terceira pata de Naomi é um caso de "má formação genética". Ele considera que o pintinho teve sorte de nascer na roça, pois se tivesse nascido numa granja, já teria sido "descartado" por conta do "defeito".

 Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/album

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.