domingo, 14 de agosto de 2011

Caramujos africanos invadem cidades de Alagoas e ameaçam saúde da população

 O aparecimento de caramujos gigantes africanos em duas cidades alagoanas está preocupando as autoridades sanitárias de Alagoas. Este ano já foram registradas pragas dos moluscos em Maceió e Penedo, que possuem focos atualmente, e Roteiro, que foi "invadida" em maio.
Em Penedo, município mais afetado pelos moluscos, milhares deles estão espalhados pela cidade. A situação foi tão grave, que o Exército foi acionado e iniciou na última quarta-feira (10) uma operação, com 30 homens do Tiro de Guerra, para ajudar a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a recolher os caramujos na parte da cidade alta.
Todos os bichos coletados estão sendo colocados em tonéis de ferro para depois serem incinerados e enterrados em local apropriado pelo município.A orientação é para que a população de onde ocorra o aparecimento dos caramujos recolha os animais com luvas e os coloque em vasilhas de ferro, como tonéis, para serem queimados. Depois de incinerado, o resto do material deverá ser enterrado numa vala e coberto com cal virgem para evitar contaminação de doenças.
“Não se deve usar inseticidas pois os caramujos vão morrer e o veneno contaminar o solo”, explicou a secretária de Saúde de Penedo, destacando que se as cascas dos moluscos quando jogadas sem cobertura de terra ficam sujeitas a armazenarem água e virarem criatórios para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue.
Em Maceió, os caramujos estão tomando conta do conjunto Carminha, no bairro do Benedito Bentes. Há informações de que a população se arrisca para consumir os moluscos. Segundo moradores, um homem teria morrido de infecção intestinal seguida de hemorragia.

Riscos à saúde

Os caramujos gigantes (Achatina fulica) são transmissores de sérias doenças nos sistemas nervoso e intestinal, além de hemorragias que podem levar o doente à morte. O animal foi trazido ilegalmente do leste e nordeste da África na década de 1980, por empresários que queriam introduzir na culinária brasileira pratos com o molusco.
Ao contrário dos escargots na França, contudo, a comercialização do animal no Brasil não deu certo, e os caramujos que estavam sendo cultivados no país foram soltos a esmo e vêm causando infestação nas cidades brasileiras.
O animal é hospedeiro de dois vermes, e o simples manejo dos caramujos vivos pode causar contaminação humana. Ao invadir as plantações, os caramujos podem contaminar a lavoura e disseminar doenças.
O molusco acaba com as plantações nas lavouras, como amendoim, abóbora, batata-doce, feijão, mandioca, mamão, tomate e outras verduras. Flores e frutas também são devastadas com a praga.

 Fonte:http://noticias.uol.com.br/cotidiano- 14-08-2011


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.