quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Tá limpo! Sabia que muitos bichos cuidam da higiene, até mesmo os que, em geral, são associados à sujeira?

Você gosta de tomar banho? Pode confessar: às vezes a preguiça quase ganha do chuveiro. Mas como é bom ficar limpinho, ainda mais depois de um dia cheio de atividades! Você sabia, porém, que nós não somos os únicos a ter hábitos de higiene? Muitos animais se limpam, até mesmo os que, em geral, são associados à sujeira!

“Para os animais, como para a gente, estar limpo é estar cuidando da saúde”, explica César Ades, psicólogo especializado em comportamento animal da Universidade de São Paulo. “Trata-se de uma necessidade, uma vez que parasitas e sujeira podem afetar seriamente a saúde e prejudicar a sobrevivência.”


Por que muitos animais têm facilidade em reconhecer seus parentes?
(Ilustração: Fernando).

As aparências enganam

Moscas, ratos e aranhas, por exemplo, gostam, sim, de uma limpeza. As moscas ficam um tempão passando as patas sobre as asas, a cabeça e o abdômen. A limpeza dos ratos é excepcionalmente cuidadosa: eles lambem e mordiscam seus pelos, se coçam, passam a língua na barriga e nos órgãos reprodutores. Já as aranhas que fazem teias, quando terminam de comer, deslocam a extremidade da pata pela boca.  Esse movimento ajuda na limpeza e também evita que a pata grude na teia.  “São oito patas, limpas uma a uma!”, destaca César Ades. Para você ver como a associação que geralmente fazemos entre esses bichos e sujeira é uma injustiça!

Limpeza solidária

Tá limpo 2
(Ilustração: Mario Bag).
Aliás, quando o assunto é a higiene dos bichos, outra curiosidade interessante é o fato de alguns animais da mesma espécie limparem uns aos outros, como acontece com os macacos. Quem já foi ao zoológico certamente já viu como eles passam um bom tempo fazendo cafuné e limpando partes do corpo de outros macacos.

César Ades conta que essa limpeza — chamada de social — pode ter origem higiênica, pois permite que o animal ganhe uma “faxina” nas regiões do corpo em que a sua própria boca ou braços não alcançam. Mas, no caso dos macacos, a limpeza do outro, muitas vezes mútua, é uma forma de estabelecer ou reforçar laços sociais. “É limpando uns aos outros que os primatas formam laços de amizade ou mostram quem é chefe de quem”, diz o especialista.

Esse tipo de limpeza é como uma troca de gentileza: “É um pouco como sentar-se perto de alguém e bater um papo, só para dizer que a gente é amigo. Não é preciso estar limpando de verdade, o outro pode até já estar limpo”, completa, lembrando que aves e peixes também costumam praticar a limpeza social.

Saiba mais sobre a higiene dos gatos!

 


Limpeza interesseira

Tá limpo 4
(Ilustração: Mario Bag).
Vale lembrar, no entanto, que, quando a limpeza social é realizada entre animais de espécies diferentes, esse é um ato interesseiro, uma troca de favores.

Nas savanas africanas, é comum ver aves subindo em antílopes, zebras, rinocerontes ou outros grandes mamíferos, à procura de carrapatos para comer. “É vantajoso se deixar limpar”, conta César Ades. Por isso, os animais visitados muitas vezes ficam quietos e não espantam as aves. Afinal, elas estão prestando um serviço útil ao livrá-los dos parasitas. Mas, às vezes, a limpeza é exagerada e as aves aproveitam para se alimentar do sangue do animal visitado. Blegh!

Também há peixes marinhos limpadores que procuram sistematicamente “clientes” de outras espécies de peixes para livrá-los de parasitas. “É cômico ver, em alguns casos, os peixes parasitados procurando ficar perto dos limpadores, esperando que os atendam”, conta César Ades.
Outras relações parasitárias
(Ilustração: Fernando).
Agora você já sabe: cada animal desenvolveu o tipo de limpeza de que precisa para ter um organismo saudável. Cada um à sua maneira, eles têm hábitos higiênicos muito eficazes. Então, da próxima vez que a sua mãe te mandar para o banho, lembre que a higiene é um ato natural que faz muito bem para a saúde. Afinal, até os ratos se limpam! Só não vá tomar banho de lama!


Tá limpo 3
(Ilustração: Lula Palomanes).
Que banho!

Algumas aves, além de aproveitar a água para se limpar, tomam banho de poeira. Por isso, não estranhe se você vir pardais se agachando no chão e mexendo as patas e as asas até criar uma nuvem de pó. Acredite: eles estão se limpando:

“Quanto mais sujos ficam, melhor. Dá a impressão de que poeira é sujeira e que deveria sempre ser eliminada, mas, no caso dos pássaros, o pó é como se fosse um remédio preventivo contra parasitas”, conta César Ades, lembrando que também existem alguns tipos de peixes que tomam banho de lama.

Bruna Ventura
Instituto Ciência Hoje/RJ



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.