sexta-feira, 25 de junho de 2010

Veja um filhote de tubarão ainda em desenvolvimento dentro do ovo.



Já pensou poder ver o interior de um ovo de tubarão? Só se você tivesse visão de raios X, certo? Errado! Biólogos do Acqua Mundo, aquário localizado no Guarujá, em São Paulo, colocaram, em um ovo de tubarão, algo comparável a uma janela. O objetivo? Permitir que todo mundo pudesse ver o desenvolvimento desse peixe.

Foi a primeira vez que se realizou esse experimento, já testado em outros países, no Brasil. Como, nos últimos dois anos, os tubarões-bambu (Chiloscillium punctatum) do aquário colocaram muitos ovos, os biólogos tiveram a ideia de implementar a técnica. Os cientistas selecionaram um ovo, fizeram uma abertura na casca e colaram uma folha de plástico transparente. Estava pronta a janela!

Nas três semanas seguintes, o experimento foi observado com cuidado para verificar se iria causar dano ao tubarão. “O desenvolvimento se deu normalmente e o animal não apresentou nenhum desconforto”, conta o biólogo Paulo de Tarso, responsável pela pesquisa.

Depois do sucesso desta iniciativa, os biólogos arriscaram um passo mais radical e substituíram o ovo por um ambiente totalmente artificial: uma garrafa pet. Isso mesmo: dessas de refrigerante! O embrião de tubarão não se incomodou. Mas, como o espaço era muito apertado, os cientistas repetiram o procedimento com uma caixa transparente de acrílico, duas vezes mais espaçosa que o ovo natural. Assim ficou ainda mais fácil ver o crescimento do animal.

Através da caixa de acrílico é possível ver todas as fases de desenvolvimento do tubarão.

“Os tubarões das experiências já nasceram e, apesar de terem se desenvolvido em um ovo falso, tudo correu normalmente”, diz Paulo. Assim que os filhotes atingiram o desenvolvimento total, que acontece quando há a absorção do vitelo - uma reserva de nutrientes que existe no ovo –, eles foram colocados em um aquário comum.

Diante dos olhos, um filhote de tubarão!

O biólogo Otto Bismark, especialista em tubarões, acredita que a técnica não trará novidades sobre o desenvolvimento dos tubarões-bambu, mas será uma boa maneira de mostrar ao público como são os filhotes dessa espécie e seus estágios de crescimento. “Cientificamente esta espécie já foi muito estudada em relação ao desenvolvimento de seus embriões e a outros aspectos da reprodução. Porém, a experiência será útil didaticamente, desde que, de fato, os animais fiquem bem depois”, diz.

Para os biólogos que realizaram o experimento, porém, a iniciativa vai ajudar a entender melhor o processo de desenvolvimento dos tubarões em geral, além de ser uma ferramenta para preservação de espécies ameaçadas. “Essa técnica ajuda a desmitificar a ideia de que o tubarão é um predador assassino, pois a população pode ver o animal de perto desde a sua formação e acaba se afeiçoando a ele”, explica Paulo.

O biólogo conta que ano que vem, no período de desova dos tubarões – entre julho e início de outubro –, vai repetir o procedimento. Mas, dessa vez, usará ovos em que o embrião esteja em um estágio ainda mais inicial. E o melhor é que o ovo vitrine vai ficar exposto para quem quiser ver! Então, confira o endereço do aquário e programe uma visita!





Acqua Mundo
Avenida Miguel Estéfano, 2001, Praia da Enseada, Guarujá/SP.
Tel.: (13) 3398-3000.
De segunda a sexta, das 10h às 18h.
Sábados, das 10h às 21h.
Domingos, das 10h às 20h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.