quarta-feira, 17 de março de 2010

Você sabia que algumas espécies de gafanhotos sabem nadar ?



Além de bons cantores e saltadores, alguns gafanhotos são também exímios nadadores. Por essa você não esperava, não é mesmo? Mas é verdade! Existem espécies de gafanhoto que sabem nadar e fazem mergulhos longos, que podem durar até uma hora. Haja fôlego!
Antes de mais nada, nem tente afundar no tanque aquele gafanhoto que pousou na sua planta: ele vai se afogar. Vamos frisar mais uma vez que apenas algumas espécies apresentam essa habilidade.
Os gafanhotos nadadores desenvolveram características físicas específicas. Uma delas é ter o terceiro par de pernas achatado, o que favorece seus movimentos debaixo d’água. Para segurar a respiração durante tanto tempo, esses gafanhotos semi-aquáticos também precisam de outra adaptação: seus espiráculos (orifícios por onde entra o ar) têm pêlos maiores do que o normal. Assim que esses animais mergulham, no exato momento em que afundam suas cabeças, eles fazem duas bolhas de ar, uma em cada lateral do corpo, entre o abdômen e suas pernas. Enquanto estiver debaixo d’água, ele retirará o oxigênio exatamente dessas bolhas. Os pêlos maiores dos espiráculos ajudam a segurar a bolha de ar junto ao corpo do gafanhoto.
E por que será que esses gafanhotos mergulham? Veja que curioso: essas espécies passam a vida nos aguapés, que são as plantas que vivem na borda dos rios, lagos e brejos. As mães-gafanhoto colocam seus ovos dentro dos cabos dessas plantas, e os filhotes depois de nascer, continuam lá, alimentando-se dessas plantas aquáticas. Pois bem, os maiores predadores dos gafanhotos são os passarinhos. E para escapar deles, os gafanhotinhos – pimba! – mergulham e ficam paradinhos, grudados nas raízes submersas dos aguapés. Danados, hein?!

Fonte : CH das Crianças

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.