quarta-feira, 17 de março de 2010

Como funciona a panela de pressão?


Vamos começar esta conversa com outra pergunta: Por que será que o feijão é sempre feito na panela de pressão? Ora, caro leitor, porque esse utensílio, que pode passar dias dentro do armário, perdido entre travessas, potes de mantimentos e outras panelas é, nada mais, nada menos, que um acelerador do cozimento. Acelerador, sim, porque feijão feito em panela comum leva hoooooras para ficar pronto. Seu estômago, na hora do almoço, teria paciência de esperar tanto tempo para provar desse saboroso acompanhante do arroz? Vamos, então, desvendar o funcionamento dessa aliada dos mestres-cucas com boas pitadas de física!

Na verdade, a velocidade com que os alimentos cozinham depende da temperatura da água. Quanto mais quente a água, mais rapidamente os alimentos atingem o ponto de serem consumidos. Numa panela comum, a temperatura máxima alcançada pela água é de 100ºC – nesse ponto a água entra em ebulição, isto é, começa a virar vapor – e não importa o quanto aumentemos a chama, porque a temperatura permanecerá a mesma.

A panela de pressão só funciona totalmente fechada. Tem apenas uma pequena abertura na tampa, a válvula. Ela é como um chapéu de metal colocado sobre um tubo, que se comunica com o interior da panela. Na medida em que a água esquenta dentro da panela, o vapor produzido vai se acumulando e ficando cada vez mais comprimido. Em determinado momento, a pressão do ar é tão grande que levanta a válvula, fazendo o vapor escapar lá de dentro. Quando a pressão diminui, a válvula se fecha novamente. Essa pressão dentro da panela é regulada em um valor maior do que o da pressão atmosférica do lado de fora. Por isso, a água lá dentro ferve a uma temperatura superior: cerca de 120°C. Isso quer dizer que o alimento que ficaria cozinhando a uma temperatura estável de 100ºC numa panela comum, passa a cozinhar numa temperatura de 120ºC na panela de pressão. Logo, levará menos tempo para ficar pronto!
A temperatura de ebulição da água é de 100°C em locais ao nível do mar. Em altitudes maiores, em que a pressão é menor, o ponto em que a água começa a ferver também é inferior a 100°C. Quando a pressão aumenta, o ponto de ebulição também ultrapassa os 100°C. 
 
Fonte : CH das Crianças

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.