terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Por que temos vermes ?

Jeca Tatu, personagem de Monteiro Lobato, o criador do Sítio do Pica-Pau-Amarelo, era um matuto que vivia magro e cansado de tanto verme que tinha. Mas, disse o autor, o Jeca não era daquele jeito, apenas estava assim. Repare que a diferença entre ser e estar é muito grande porque dificilmente nascemos doentes e, sim, ficamos doentes. Algumas vezes, as doenças são causadas por vermes. E por quê?

Temos vermes por diversas razões e todas elas estão ligadas à falta de saneamento básico, de higiene, de cuidado com os alimentos ingeridos – mal lavados, por exemplo – ou por hábitos alimentares favoráveis ao verme, como o consumo de carnes cruas.

Boa parte dos vermes tem um ciclo de vida que inclui três fases: ovo, larva e fase adulta. Em muitas vezes, o ser humano é infectado pela fase de ovo. É o caso de quando apresenta o Ascaris lumbricoides , verme que, ao se desenvolver, transforma-se na popular lombriga. O ovo desse verme fica no solo e entra no organismo quando colocamos a mão suja de terra na boca ou quando ingerimos vegetais mal lavados. Dentro do nosso copo, a larva sai do ovo, cresce e se transforma na lombriga.

No caso do Jeca Tatu, o verme que o deixou doente foi outro: o Ancylostoma . A larva desse verme vive no solo e penetra diretamente na pele. Só o contrai quem anda descalço na terra contaminada por fezes humanas. Se não se tratar, a pessoa fica fraca, sem ânimo e com a pele amarelada. Daí a doença ser também conhecida como amarelão.

Os vermes – também chamados de helmintos – são parasitos, animais que, em geral, dependem da relação com outros seres para viver. Eles podem se hospedar no organismo de diversos animais, como bois, aves e peixes. Por isso, podemos também contraí-los comendo carnes cruas ou mal cozidas.

Verminose não é só uma doença, é também mais um fator de atraso para o desenvolvimento do país. Afinal de contas, além de correrem o risco de ficar seriamente doentes, as pessoas que têm vermes gastam dinheiro com remédios, assistência médica e, muitas vezes, por estarem abatidas pela doença, deixam de ir à escola ou ao trabalho.

O combate às verminoses começa com a boa educação sanitária – que faz as pessoas serem mais informadas e saberem como prevenir doenças – e continua com investimentos, por parte dos governantes, em saneamento para melhorar a qualidade de vida da população.

Fonte : Revista Ciencia Hoje das Crianças 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.